Terça-feira, 19 de Abril de 2005

II Capítulo " A Mágoa do Olhar"

- Caro Pedro por que tinha o olhar tão tristonho quando eu estava falando com a minha doce Catarina ?

 - Meu caro e jovem Afonso a forma como trataste a tua amada me fez recordar uma pessoa que amei muito quando tinha a tua idade, e ja agora me diz (se quiseres) como conheceste a tua imperatriz ?

 - Amigo Pedro foi num chat e ficamos logo apaixonados, foi uma faísca pura.

 - Ai, Afonso que tão igual ao que aconteceu, não aguento, vou contar o que me acontear o que me aconteceu quando tinha a tua idade.

 - Sr. Pedro com as sua idade os nervos podem ser perigosos tome cuidado e tenha calma em nome da nossa amizade.

 - Afonso exactamente pela nossa amizade é que tenho que te contar essas lembranças tão dolorosas para mim.

 - Então, as conte, mas com cuidado.

 E o velho e doce Pedro enquanto bebia um trago da sua vitamina, respirou bem fundo e olhou com os seus olhos cor de chocolate de leite nos meus olhos negros e começou a deitar para fora do seu velho coração de 70 anos, mágoas antigas caso a minha Catarina ouvisse se ponha logo a chorar.

 - Caro Afonso no ano em que completei um quarto de século de vida conheci uma moça também através dos chats e o nome dela era Isabel e era de Angola e tal como tu foi uma faísca, amor a primeira vista e foi algo de doce e doloroso.

 - Como assim Amigo Pedro ?

 - Estivemos namorando eletronicamente durante dez logos e doces meses e quando nos conhecemos no mundo real a doçura aumentou mas na memsa proporção que aumentou estoirou.

 E cada vez entendia menos me parecia que o velho Pedro estava falando russo mas continuei e preguntei ao meu idoso amigo o sentido das palavras dele. Ele ficou choroso mesmo tempo que voltava beber outro trago da vitamnina, e re-iniciamos a nossa conversa. - A Isabel era feita de procelana mas no primeiro dia quando nos conhecmos ao vivo ela nos quis apresentar a mãe dela e aí nesse momentoa doçura se perdeu porque a mãe a agrilhoava e que a dita senhora que nunca soube o nome "me cortava as fatias" com o olhar. - Ai, Pedro isso é mais arrepiante do que o filme do Final Fantasy.

 - Não, Afonso, não é filme é realidade. Enquanto a minha querida mãe de seu nome Maria desabafava as mágoas que a minha irmã lhe causava na altura (a sorte e que as minhas sobrinhas me pode orgulhar) com a dita senhora que nunca soube o nome ela me media e fazia diversas chamadas de telemóvel tapando a boca em vez de sair da mesa. Enquanto isso acontecia a doce e agrilhoada Isabel foi ao seu quarto de hotel buscar uma coisa para mim, mais precisamente duas camisolas. Depois de mil beijos trocarmos nos despedimos, e a minha mãe começou a desconfiar de algo, aliás eu próprio já eu sentia quando discuti com a minha mãe na véspera e não queria ir no encontro.

 - Mas Pedro, se a amava como eu amo a Cathy por que teve essa reação na vésepra ?

 - Afonso senti que o pior estava para vir e veio no segundo dia e foi quando conhecemos o pai dela.

 - Porquê meu amigo ?

 - Na altura morava num bairro infestado de droga e os pais dela so falavam nisso e atendiam chamadas de telemóvel em segredo.

 - Que falta de educação você e a sua mãe se sentiram mal a valer com a atitude desse dois incalssivicáveis.

 - Podes crer, e ele estava a pedir uma explosão séria mas a doce Isabel leu a minha mente e fomos para um recanto do hotel aonde estavam hospedados em Lisboa e aí senti a doçura do primeiro beijo de amor. Mas não pude de deixar de ouvir os pais dela a repreender e depois chegou a hora de nós nos separamos devido a um suposto jantar, ela disse que ia fazer os possiveis para passar o fim-de-semana comigo mas o meu coração me disse o contrário.

 - E, Pedro o seu coração estava certo ?

 - Sim, estava, por que no dia seguinte ela partiria para o norte e no meu coração a partida era eterna

. - E a sua mãe ?

 - Afonso, a minha mãe nesse maldito dia me disse assim: Pedro queres ir para casa ? e lhe respondi que não peferia ir Fnac para ver se alguem me poderia ajudar num problema que eu tinha no computador na altura. Mas a minha minha voltou a carga: Pedro esses "comprimissos"  são para vos afastar. Eu sei que são mãe e vou esticar a corda até não dar mais, mas o entusiasmo que eu sentia se esfumou. Isso deve ser por estares desempregado e seremos tesos e eu dei razão a minha mãe. E no seguinte foi a dita viagem para o norte e tive um susto de saúde.

 - Que susto meu idoso amigo ?

 - Um problema de coração devido aos nervos mas passou no dia seguinte fui ao neurologista que seguia e so me gozou naquele dia.

 - Só azares meu amigo.

 - E só estás a saber o princípio, e que entrentanto quando ainda namoravamos online lhe mandei um mail a dizer que não nadava em dinheiro, a dizer todas as minhas mágoas e ela pensou que era um fim e lhe disse que não e baseado ela quis acabar com tudo.

 - Estava agrilhoada pelos pais amigo Pedro ?

 - Nunca o saberei, amigo Afonso mas sempre notei que ela estava agrilhoada pela forma que ela falava comigo era sempre a fugir como estivesse numa cadeia.

 - Mas como suportou isso amigo Pedro ?

 - Nem eu jovem Afonso, a mesma coragem com que efrentei as doenças que tenho tido ou amor enorme que tinha por ela é que me ajudou a suportar.

 - Mas voltou a encontrar meu caro Pedro ?

 - Sim, Afonso no dia da nosso despedida definitva, ela me deu um cd dos Queen, que quase deitei fora devido a raiva que senti, mas guardei como recordação do primeiro grande amor da minha vida.

 - Mas Pedro por que ela não enconstou os pais, o cunhado da Cathy fez isso por que não queria que ele se casasse com irmã da minha doce Catarina.

 - Afonso o teu cunhado se desacorrentou dos pais e se impós e nunca hei de saber porquê a Isabel nunca quis cortar as correntes.

 - Nunca se casou Pedro ?

 - Casei-me sim Afonso, amo e sou fiel a minha doce e delicada Cláudia como amei a Isabel mas nunca esqueço as pessoas que amo, do casamento resultaram dois meninos e duas meninas dos quais me posso orgulhar.

 - Ja entendi, caso passasse pelo mesmo sempre ficava mal assim como o Pedro.

 - Mas Afonso ja me chega de tanta mágoa antiga que está doendo muito.

 - Queres mudar de assunto ?

 - Sim é melhor, me diz uma coisa Afonso vens comprar algum hardware ?

 - Sim, venho tinteiros e um gravdor de dvd/cd-rom Blue Ray

 - Hum, te vou dar umas dicas é que comprei todos os extras do meu computador e estou por dentro das novidades.

 - De acordo Pedro troca de ideias sobre o material ?

 - Sim Afonso, aproveito e compro uns dvd's virgens.

 Depois de escolher o material que queriamos e de o pagar combinamos nos encontrar na minha folga seguinte para conversarmos melhor mas algo me dizia que ele tinha mais mágoas.

publicado por tron às 23:36

link do post | Os vossos suspiros | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 22 de Abril de 2005 às 22:22
já pensas-te ser escritor?25MAX04
(http://www.egasmoniz.blogs.sapo.pt)
(mailto:25MAX04@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Abril de 2005 às 17:07
ola =) dsclp la aki a publicidade...espero k n t importes..kero so dizer k abri um blog sobre o massacre ds animais k é http://diznao.blogs.sapo.pt e kero k as pexoas vejam cmo os animais sofrem ns maos d nos humanos ATENXAO S ES SENSIVEL E S T SENTIRES MAL CM AS IMAGENS K VOU POR E TEXTOS FEXA O SITE bjks***karina
(http://givemawhisper.blogs.sapo.pt)
(mailto:diznao@hotmail.com)
De Anónimo a 22 de Abril de 2005 às 01:19
Obrigada pela visita ao meu Bloguito.
Estive a ler os teus textos, bonitos, sem dúvida, vou voltar mais vezes.gaivotadaria
(http://GaivotadaRia.blogs.sapo.pt)
(mailto:bgaivota@sapo.pt)

comentar capítulo

Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimos Capítulos

XX Capítulo " Ao Ritmo Da...

XIX Capítulo " O Sobrinho...

XVIII Capítulo " Os Peq...

XVII Capítulo " Os Amigos...

XVI Capítulo " Grandes De...

XV Capítulo " Desleadades...

XIV Capítulo " A Aceitaçã...

XIII Capítulo " Doce Domi...

XII Capítulo " Dolorosas ...

XI Capítulo " Correntes Q...

arquivos

Dezembro 2006

Setembro 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Maio 2005

Abril 2005

visitas

Anti-depressants

Blogstars

I Was Born To Love You

Friends Will Be Friends

These Are The Days of Our Lives